Os Pilares da Terra Vol. I – Ken Follett

OS PILARES DA TERRA 1O que dizer de Os Pilares da Terra? este famoso livro de Ken Follett que já toda a gente tinha lido menos eu…

Após a leitura do magnifico «A Sombra do Vento» peguei a medo na história de Follett e a vontade de a pôr de lado foi quase imediata. (isto é um sinal de que o seu antecessor deixou marcas), mas acabei por não desistir; e em boa hora o fiz. nunca tinha lido nada deste autor, um escritor de policiais que decidiu aventurar-se nesta fantastica história de proporções épicas.  A escrita de Follett não é  mesmo nada complicada, mas após a fluidez de Carlos Ruiz Zafón, andei um pouco a patinar nas primeiras páginas de Os Pilares da Terra, mas num istante acabamos por nos habituar.

Os primeiros capitulos (bem longos por sinal) servem para nos apresentar ao fim ao cabo os personagens da história… quem são, de onde vieram, para onde seguem. criamos uma empatia grande com Tom Pedreiro e a sua família, para no capitulo seguinte conhecer-mos o Prior Phillip e o seu irmão Francis e a trágica história de ambos, que os levou a serem criados por monges e seguirem a sua vida como homens de Deus.  Travamos conhecimento também com Ellen e o seu filho Jack e no mistério que gira a sua volta, que nos faz querer descobrir mais sobre a suas vidas.

A malvada família Hamleight e o não menos perverso Waleran, o Bispo disposto a tudo para conseguir mais e mais poder.

Individualmente Follett apresenta-nos as suas personagens que acabarão todas elas por se cruzar assim como as suas experiencias de vida.

Ficamos rapidamente cativados por esta história e pelos seus personagens as suas características são de tal forma grandes  que chegamos a odiar alguns deles como William (por exemplo) a ponto de desejar que o livro avançe o mais rapidamente possivél e que o castigo chegue da forma mais cruel e discritiva possivél.

As atrocidades cometidas pelos membros da igreja em nome de Deus, são de tal forma absurdos, que chegamos nós próprios a questionar-nos sobre algumas questões (bem actuais por acaso).

Uma história de ficção que poderia muito bem ser verdadeira, li e recomendo é excelente.

NOTA NEGATIVA:

Originalmente este livro é um só, já tinha sido editado em Portugal, esgotou e a editora original faliu. parece que o seu peso rondava os 3 kg.
A Presença lançou-o em dois volumes (nada leves por sinal) mas o peso do preço de capa é bem mais pesado do que toda a obra junta (o  1º Vol. custa 18 Euros e o 2º Vol. de os Pilares da Terra custa 25 Euros) A editora ganha (e muito) o leitor perde.

SINOPSE:

Na Inglaterra do século XII, Tom, um humilde pedreiro e mestre-de-obras, tem um sonho majestoso – construir uma imponente catedral, dotada de uma beleza sublime, digna de tocar os céus. E é na persecução desse sonho que com ele e a sua família vamos encontrando um colorido mosaico de personagens que se cruzam ao longo de gerações e cujos destinos se entrelaçam de formas misteriosas e surpreendentes, capazes de alterar o curso da história. Recheado de suspense, corrupção, ambição e romance, Os Pilares da Terra é decididamente a obra-prima de um autor que já vendeu 90 milhões de livros em todo o mundo.

 
Anúncios

13 thoughts on “Os Pilares da Terra Vol. I – Ken Follett

  1. Olá Nuno!
    Este é um livro que está na minha lista há séculos mas. tenho algum receio em adquiri-lo porque como diseste os dois volumes juntos são muito caros e se eu não gostar?!

    Bjinhos*

    Jo

    1. ola Jojo, obrigado pelo teu comentario, é um livro que não podemos fazer comparação… enquanto o li, veio-me a cabeça historias lidas em outros tempos como as brumas de avalon, pelo seu ar de história (épica/Grandiosa) mas este não é um um livro de fantasia, mas sim um romance historico, e eu acredito que vas gostar muito, agora é uma questão de decisão, tenta pedi-lo emprestado, ou requesita-o numa biblioteca, ou tenta lê-lo um pouco na Fnac, e depois decides, mas é de facto muito caro, mas a presença não é a única editora a fazer este género de coisas a saida de emergência não lhe fica atrás, basta olhar para a saga do assassino que de 3 fizeram 5 ou para os livros do George R.R. Martin que de 10 vão fazer 14, enfim tendo em conta o preço dos livros, por vezes torna-se dificil, um, livro a uma editora já com paginação, capas e afins, sai-lhes a menos de metade do preço vendido ao público, mas isto é um negócio e nós por cá vamos continuar a dizer que os Portugueses não gostam de ler… gostar gostam, mas assim é dificil. beijinhos.

  2. Li este livro, primeiro em inglês, na língua original e depois quando foi publicado em Portugal. É simplesmente fantástico, recomendo vivamente, pena é que os livros no nosso país, devido aos preços praticados, continuem a ser um luxo.

  3. Fiz o caminho inverso. Primeiramente li “Mundo Sem Fim”, para depois ler “Os Pilares…”. Deu certo… fiquei curiosa em conhecer os ascendentes dos personagens. São dois livros que devem fazer parte da sua biblioteca…Maravilhosos! Recomendadíssimo!
    ..e não se acanhem…os preços estão bem acessíveis hj em dia…
    Abraços a todos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s