Os Novos Mistérios de Sintra – Vários Autores

os novos misterios de sintraDesiludido… é a palavra imediata que me ocorre para descrever esta leitura. Uma excelente ideia sem dúvida, mas aquilo que uma excelente ideia poderia ter criado (para mim) não aconteceu, era suposto que cada um dos sete autores deixasse o final de cada capitulo “armadilhado” para que o senhor que viesse a seguir se tivesse de desenrascar, mas a aparente falta de coerência é tanta (que ás tantas)  leva o leitor a questionar-se se ainda estará a ler o mesmo livro.

O Estilo de cada autor é único e reconhece-se facilmente se já tivermos lido alguns dos seus trabalhos (no meu caso descobri facilmente onde esteve a pena de Rosa Lobato Faria, Mário Zambujal e Luísa Beltrão) mas nem mesmo a mestria e a excelência destes senhores conseguiu salvar este romance.

 Se a ideia era fazer relembrar o célebre romance de Eça lamento mas eu não consegui descobrir onde, nem por um minuto, nem ao de levezinho.

Um romance que é um misto entre o histórico, policial e o mistério deixa muito a desejar embora tenha que reconhecer que a história em si até que era original, mas muitas vezes e principalmente nas partes em que pretende ser um policial dá a sensação de ter sido escrito por um adolescente de 14 ou 15 anos tal é a falta de consistência nos diálogos e o que é suposto ser irónico e surpreendente acaba por se tornar ridículo. (nem mesmo com o texto de um “bom malandro”)

Não irei alongar-me muito mais com esta crítica  (poderão julgar que é um autêntico bota-abaixo) pois poderá haver quem tenha gostado de o ler ou quem nunca o tenha lido e esteja a pensar pegar-lhe num destes dias. (poderão talvez até gostar bastante).

É a isso que chamamos os diferentes ponto de vista.

Sinopse: Gonçalo, um professor de História, vê-se fechado no Palácio da Vila numa estranha sala pentagonal sem saída. Desmaia e, quando acorda, tem na mão uma chave que pode dar acesso a um tesouro antiquíssimo e desencadeia uma inquietante e movimentada aventura. Sob a presença da Serra da Lua, tão imponente como propícia ao mistério, o leitor vai cruzar-se com misteriosos encontros no poço esotérico da Quinta da Regaleira, viagens pela nossa História onde se encontram Templários e maçons, um satanista duvidoso, venenos instantâneos, amores oblíquos, uma intriga internacional, um assassinato inexplicável, e tudo o mais que adiante se verá. Este romance é acima de tudo um grande divertimento de sete escritores que se encontraram pelo puro prazer de inventar uma história e de escrever cada um a sua fatia com mestria e sem preconceitos.

Anúncios

2 comments

  1. Confesso que nem sabia muito bem qual era o argumento do livro. Quando saiu, acho que a minha mãe comprou-o pela proximidade geográfica e porque adora a Serra de Sinta. Depois de ler a tua opinião, agora tenho mesmo a certeza que não me enganei e não fará parte das minhas futuras leituras! Mistério resolvido 🙂 eheheh

    1. É como eu digo Offuscatio, é a minha opinião, o que não quer dizer que outra pessoa que o leia não possa gostar … 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s