Brisingr – Christopher Paolini

“Juramentos prestados… Lealdades testadas… Forças em colisão. Na sequência da batalha colossal nas Planícies Flamejantes contra os guerreiros do Império, Eragon e o seu Dragão, Saphira, escapam com dificuldade. No entanto, o Cavaleiro e o Dragão ainda terão de se deparar com inúmeros desafios… Eragon vê-se enredado numa série de promessas que poderá não conseguir cumprir. O juramento ao seu primo, Roran, no sentido de o ajudar a resgatar a sua amada Katrina das garras de Galbatorix. Todavia, Eragon deve lealdade a outros também. Os Varden precisam desesperadamente dos seus talentos e da sua força, tal como os Elfos e os Anões. E, logo que a inquietação assalta os rebeldes e o perigo espreita em cada esquina, Eragon terá de fazer escolhas que o levarão a atravessar o Império, viajando muito além. Escolhas que o poderão submeter a sacrifícios inimagináveis… Eragon é a grande esperança para libertar o reino da tirania. Conseguirá este rapaz, outrora um simples camponês, unir as forças rebeldes e assim derrotar o rei?
OPINIÃO:
Este terceiro volume da saga da Herança veio confirmar de novo o enorme talente deste jovem escritor.
Um Livro bem mais denso e profundo do que os seus dois antecessores: EragonEldest.
Embora Paolini continue a ser excessivamente descritivo a história acaba por não se tornar demasiadamente enfadonha, pelo facto de o leitor estar também ele demasiadamente envolvido com os personagens e torcendo para que o jovem cavaleiro do dragão consiga vencer todos os obstáculos que lhe vão surgindo pela frente. (e de facto imaginação é o que não falta ao autor)
Brisingr é de facto uma grande preparação para o final que se adivinha no último volume. (pois aquilo que seria inicialmente uma trilogia irá estender-se com mais um livro como o autor explica no final).
Mas de facto como leitor achei que o Paolini poderia ter dito a mesma coisa com muito menos palavras que acabam por desacelarar um pouco a história. (ou talvez seja eu que quero que ela termine mais rapido)
Neste terceiro volume um verdadeiro livro “político” no meu entender, visto que a guerra está emininente e é necessário haver uma grande preparação para o confronto final com galbatorix. Criam-se novas alianças e Nasuada assume-se como a nova líder dos Varden, sucedendo assim ao seu pai. Nasuada terá como missão juntar humanos, anões, elfos e urgals (o que será muito difícil) com um único objectivo: Derrotar o Rei.
A retirada de Eragon para Ellesmera, a sucessão do rei dos Anões e todas as tácticas políticas adensam em demasia este 3º volume e retiram-lhe um pouco o folêgo inicial. (mas são de facto essenciais para o desenvolvimento e coerência da história).
Outra das mudanças que mais se nota e já tinha acontecido em eldest é a “descentralização” dos capitulos que não se concentram apenas em Eragon e Saphira. (uma forma que o autor arranjou para esticar um pouco mais a corda).
Eragon termina assim a sua formação como cavaleiro do dragão e neste volume temos a entrada de um peão chave neste emorme tabuleiro de xadrez. Glaedr (o dragão dourado)
E agora é aguardar pelo tão ansiado último volume. Herança.
CLASSIFICAÇÃO:  14 / 20
Anúncios

6 thoughts on “Brisingr – Christopher Paolini

  1. Eh pá, tu e o André Nuno andam mesmo a tentar com esta saga!!
    🙂
    Adorei o novo look do blogue (não gostava do outro) está lindo e preto e azul como gostas 😀 (parece-me que gostas, porque deixas sempre ficar mais tempo esses tons!)
    Abraços!

    1. É Verdade Paula… o Azul,branco e preto têm sido desde o início as cores do Página a Página… quanto a esta saga e porque não? eu sei que fantasia não é o teu género mas tenta.
      Eu aconselho-te vivamente As crónicas de gelo e fogo do George R.R. Martin e se calhar a veres primeiro a série para ser mais fácil de “entrares” nos personagens. Granto-te que não te vais arrepender.
      Ainda bem que gostaste deste template, mudei precisamente pois o outro era um pouco mais confuso e estéticamente não era muito bonito, houve mais pessoas a queixarem-se do mesmo.
      Beijitos

  2. Olá nuno!

    Como já te disse antes, falta-me ler o último livro e o mais provável é antes de o fazer, voltar a ler tudo desde o início, pois há muita coisa que já não me lembro na perfeição. No entanto um dos aspectos que mais me marcaram neste terceiro livro é o facto de o autor escrever e escrever e escrever… Achei o livro demasiado longo, exagerado, e trata-se de algo que apenas foi compensado pela evolução na maturidade do autor, que ajudam a dar um novo folego à saga.
    Quando voltar a ler esta saga aviso-te!

    Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s