Vermelho da cor do Sangue – Pedro Garcia Rosado

vermelho da cor do sangueApós terminar “A Cidade do Medo” parti imediatamente para a leitura do segundo livro da série “Não Matarás” do autor Pedro Garcia Rosado.
Entrei na leitura com algumas dificuldades que se prenderam sobretudo na fase do quem é quem.
É uma história completamente independente do livro anterior, mas existe de certa forma um fio condutor, que é apenas visível para quem leu o primeiro volume.
À cabeça temos de novo o inspector Joel Franco e reencontramos alguns dos personagens anteriores e uma breve passagem sobre o caso de Alenquer.
A dificuldade nos nomes dos personagens é ultrapassada em pouco tempo, levando o leitor a entrar na história de uma forma avassaladora. É um livro mais sangrento, mais real, e para mim, mais intenso do que o seu antecessor.
Reencontramos também, o personagem Ulianov de “Ulianov e o Diabo”, um livro que gostaria bastante de ler,  mas que infelizmente se encontra fora dos habituais circuitos de venda. Ulianov, foi para mim um dos personagens, mais importantes deste livro e de alguma forma dei por mim a torcer por ele, gostaria de compreender melhor as suas origens e o que aconteceu antes desta série. (pode ser que com um bocadinho de sorte, consiga descobrir o livro, numa feira de alfarrabistas.
Pedro Garcia Rosado, volta a colocar (e muito bem) o seu dedo acusador na corrupção política (qualquer semelhança com casos reais, não é mera coincidência). Pena que na realidade o castigo raramente chegue. As máfias de leste, a emigração ilegal, e um regresso ao passado aos tempos do famoso PREC e da antiga URSS, são também assuntos que poderemos encontrar ao longo das páginas de Vermelho da cor do Sangue.
O autor utiliza de novo capítulos curtos e muito bem estruturados, que não tornam a leitura aborrecida… aliás neste livro não há momentos mortos, PGR, sabe o que quer contar e vai directo ao assunto, não perdendo tempo, com coisas sem interesse. Este livro tem todos os ingredientes necessários para uma adaptação ao cinema ou mesmo num formato de uma mini-série, se estivéssemos nos EUA, isso talvez já tivesse acontecido…
O que é Nacional é bom e recomenda-se sem qualquer reserva. Gostei muito e parto a correr para a leitura de “Triângulo”, o volume que completa a série Não matarás. Parabéns uma vez mais ao autor, por me conseguir fazer ficar agarrado a um livro, desta maneira.

Sinopse: Quando um mercenário ucraniano conhecido por Gengis Khan assalta a casa do banqueiro Ramiro de Sá, além de um segurança morto e das jóias roubadas, deixa atrás de si um problema inesperado: do cofre do banqueiro foi também levado o passaporte de Valentim Zadenko, um emissário do Partido Comunista da União Soviética que entrou em Lisboa no dia 24 de Novembro de 1975 e aí desapareceu misteriosamente. Enquanto o inspector Joel Franco, da Polícia Judiciária, investiga o homicídio do vigilante, o passaporte torna-se uma relíquia que muitos querem deitar a mão: não só o próprio Ramiro de Sá, mas também o chefe da máfia russa, um inspector do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, um veterano do PCUS que foi camarada de Zadenko e ainda Svetlana, a filha do operacional desaparecido, que vem para Lisboa à sua procura, alertada por um angolano que estudou em Moscovo e participou no assalto. Na busca do documento, todos os caminhos acabarão, mais tarde ou mais cedo, por ir dar a Ulianov, um ex-KGB especialmente treinado que em Portugal se tornou dirigente de um grupo criminoso. Joel terá de contar com a sua ajuda para desenterrar uma conspiração criminosa que nasceu no PREC e envolveu militares revolucionários, banqueiros, assassinos … e várias garrafas de Barca Velha.

Anúncios

7 thoughts on “Vermelho da cor do Sangue – Pedro Garcia Rosado

  1. Agradecendo, Nuno Chaves, a sua opinião e o destaque que dá a Ulianov, tenho muito gosto em comunicar-lhe que ele regressará em “Morte nas Trevas” (Topseller, Maio de 2014) e em próximas histórias. “Ulianov e o Diabo” (Temas e Debates/Círculo de Leitores, 2006) já não se encontra, infelizmente, disponível no mercado.

    1. Bom Dia Pedro Garcia Rosado, já tinha visto o seu comentário no blogue da Vera, e fico mesmo muito satisfeito, foi uma série do qual gostei bastante e como li os três livros de aviada, fiquei bastante preso aos personagens.
      É pena que os livros já não se consigam encontrar, procuro além de Ulianov, o clube de Macau, pode ser que com um bocadinho de sorte, consiga numa feira do livro, ou em alguma livraria mais pequena.
      Obrigado pela sua visita ao Página a Página, e os meus parabéns pela qualidade dos seus livros.

  2. Viva Nuno,

    Boa opinião sem duvida e tenho pena não ser fácil de se encontrar, pois parece-me estarmos na presença de uma excelente saga.

    E parabéns igualmente por divulgares o que é nacional, já tive vários exemplos de que há muita qualidade nos escritores nacionais 😉

    Abraço

    1. Olá Fiacha, esta série “Não Matarás” ainda se encontra facilmente ou na Bertrand ou na Fnac, e estão a um preço impecável de 4.80 cada livro. É de aproveitar.
      Creio que como o autor se mudou para a TopSeller a Asa, queira despachar os livros. É uma série que vale mesmo a pena.

  3. Não conhecia estes livros, mas com um comentário destes parece que estou a passar ao lado de algo muito bom a um excelente preço… Fica apontado! 🙂

    1. Olá José, eu sou suspeito, visto que gostei bastante, isto varia de pessoa para pessoa, mas acredito que vás gostar. E nesta altura em que é um produto descatalogado, compensa o preço.
      Vermelho da Cor do Sangue é o 2º Volume da Trilogia «Não Matarás»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s