O que é que o Herberto tem? …

a morte sem mestre

‘Tudo quanto neste livro possa parecer acidental é de facto intencional’
(In: “A Morte Sem Mestre” (Porto Editora – 2014)

Confesso que pouco ou nada conheço da obra de Herberto Helder e o pouco que li, foram apenas alguns poemas disponibilizados em algumas página da Internet.
Parece que Herberto Helder é o maior Poeta Português, vivo. (pois…acredito)

– És um inculto Nuno! Não tens bagagem ou a capacidade suficiente para entender o mestre.
Assim de repente é o que me poderão dizer os  fiéis de Herberto.

Confesso que sim, que é verdade, que nunca comprei um livro do Poeta Herberto, mas tenho pena… Pena de não ser um dos muitos “fãs iluminados”  ainda que a maioria nunca tenha lido ou ouvido sequer falar do Herberto.
Mas uma coisa toda a gente sabe! – Os livros do Herberto, são bons! Caros, mas bons! E Raros!
Aquilo que hoje custa 22 euros, poderá amanhã ser comprado por 100, 200 ou mesmo 300 euros. (é Lucro Garantido)

Ninguém tem culpa de eu ser teso, ou de não apreciar o suficiente a poesia  do Poeta Herberto, Mas a minha paixão por livros, nunca foi tão longe. Que me perdoem.
Gosto de poesia sim, mas não ao ponto de entrar neste género de corridas loucas de chicos-espertos e de outras Filhas-da-Putice.
Talvez o Poeta Herberto, seja o que menos culpa tem (e vai daí)…
Num país onde se diz que o povo não gosta de ler ou apreciar poesia,  fica a questão ao Poeta Herberto e ao seu Editor, a ideia é essa não é? O Povo faz-vos então a vontade.
Quanto a mim, definitivamente não estarei na fila da frente para comprar ou ler as coisas únicas e raras do Poeta Herberto.

Para estas manobras de diversão, não contem comigo, nem com a minha parca carteira.

Tenho pena, mas passo o Herberto, passo as 64 Páginas do Herberto e passo os 22 Euros do livro do Herberto.
Esta edição é um verdadeiro atentado ao pudor, aliás é mais do que isso, é um roubo descarado.

Caso seja um dos muitos “Iluminados” pela Poesia de Herberto que não puderam adquirir o precioso e já raro  “A Morte Sem Mestre” aqui ficam algumas dicas onde  adquirir essa preciosidade e também a prova do que na maioria das vezes acontece aos seus livros.
Começo pela FNAC que agora, também vende livros a retalho (desconheço o valor da margem) mas “Servidões” (Assírio e Alvim – 2013) em segunda mão, poderá ser adquirido nesta famosa cadeia de lojas por 160 Euros.

Passando pelo site que é: “Para o menino e para a menina” encontram-se preços para todos os gostos e carteiras a começar nos 50 Euros É só procurar pelo mais recente livro (ainda embalado e tudo).

Mas não me vou embora sem que vos ofereça algo de bom…  para que ninguém perca a cultura que lhe é negada ou fique por fora da melhor poesia  que se faz em Portugal.

Gostei particularmente da Bilha do Gás.  e lembrei-me da pessoa do Pessoa:

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

 

001

Anúncios

7 thoughts on “O que é que o Herberto tem? …

  1. Dou muito mais valor aos livros de Manuel Pedro Dias ( edições de autor), acerca dos aquartelamentos no norte de Moçambique com centenas de fotos dos mesmos (3 livros, cada um de regiões diferentes), com dezenas de distintivos das diversas Unidades, fotos desde a vida do dia-a-dia até ás operações, (estes livros são uma verdadeira Bíblia da vida no mato, são um testemunho importantíssimo para o futuro), do que à poesia dum sócio que permite estas jogadas das editoras

  2. Também não entendo, mas confesso que nunca li Herberto.
    Depois que me deparei com a estratégia de marketing que envolve todo o lançamento do livro, deixou-me ainda menos curiosa para lê-lo. Leste a reportagem que a Sábado fez? A única tentação aí é mesmo comprar para depois vender por muito dinheiro (hihi).
    Concordo contigo quando dizes que a cultura deve estar acessível a todos e é triste quando isso não acontece.

  3. Esta coisa das edições exclusivas irrita-me. Limitarem o nº de livros por compra é ridículo, não fazerem mais exemplares é estúpido e tudo me parece apenas e só uma jogada de marketing: garantem que vendem todos os exemplares no primeiro dia.
    Mas, lá está, tb não sou fã de poesia nem do senhor..
    bjs

  4. Ora aqui está uma atenção muito bem dada a este caso de uma coisa que acho uma calamidade para todos!
    Diz-se que é um dos maiores poetas portugueses ainda vivos, é sem dúvida um autêntico mito das escritas, no entanto o preço que os seu livros custam são absurdos!
    Há alguma coisa muito mal em tudo isto. Há uma multidão que vai logo comprar o livro, até aqui tudo bem, mas o grande problema é mesmo na tipologia da multidão. Pergunta-se: “Sabe quem é o poeta? Aprecia a sua poesia?” e logo surge a resposta de que não conhece mas apenas vai numa corrida comprá-lo porque quando a edição findar o livro vale dez vezes mais, são apenas meros especuladores e não leitores! Mas que poeta é capaz de permitir tal coisa sobre a sua obra? Acredito que muito lucre, mas lucra mais quem vende depois do que ele próprio!
    Por tudo isto, não compro as obras de tal poeta enquanto o preço não for feito para os leitores, assim como uma larga disponibilidade, pois eu quando compro um livro faço-o de maneira a agradecer ao autor pelo seu trabalho que desperta em nós todos os sentimentos fantásticos de que é ter em mãos uma excelente obra e toda a Humanidade nela contida.

      1. Eu é que agradeço a existência deste seu blogue que tanto valoriza a leitura de uma forma prática e acessível a todos. Continue!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s