Crimes Solitários – Pedro Garcia Rosado

crimes solitáriosE por cá continuo com o autor Pedro Garcia Rosado, nesta espécie de “Maratona Invertida” (invertida, porque estou a ler os livros do autor ao contrário).
Como já referi anteriormente descobri PGR o ano passado (2013), apenas na curiosidade de ler algo de que toda a gente falava, e acabei por gostar muito dos primeiros 3 livros que compõem a série “Não Matarás” (a 2ª escrita por PGR)
Recentemente terminei “A Guerra de Gil” o 7º livro do autor e volto novamente para trás, desta vez com o “Crimes Solitários” o 1º romance publicado e que faz parte de uma série chamada “O Estado do Crime” (acredito que um trocadilho com a palavra «Estado» não tenha sido por acaso).
Crimes Solitários, regressa ao estilo que me agradou em “Não Matarás” um policial passado em Portugal e assente em casos tão “corriqueiros” que se tornaram “Prato do Dia” e quase tão normais como beber um copo de água.
Nada de invenções estranhas, neste policial que vai agradar com certeza aos fãs do género.
.
A Ambição é o pilar principal deste livro e abunda, algo que julgo salutar (mas não a qualquer preço) embora tenha noção que por vezes os meios convencionais, não nos levem a lado nenhum. (Talvez seja por isso nunca tenha saído da cepa torta)….
Desde o Jornalista que tudo fará para obter o seu furo ao inspector da Judiciária, que usa armas pouco convencionais para cumprir objectivos e subir na hierarquia, passando pelo Pacóvio que ganhou uns cobres na vida, à conta do favorzinho  e das pequenas vigarices  e obviamente um casamento proveitoso construído sobre mentiras. Não falta nada! Qualquer semelhança com casos que possam conhecer, são apenas mera coincidência.
.
Ambição, Corrupção, Homossexualidade Vingança e Crime são os ingredientes, utilizados por PGR neste seu livro de estreia.
As histórias de José Ricardo, Diogo Teixeira e Eduardo Cortes irão cruzar-se por mero acaso, O leitor irá assistir a uma espécie de mutação comportamental, em que cada passo leva a outro ainda pior, que os irá levar para uma viagem da qual poderá não existir regresso.
Com o Alentejo como paisagem de fundo, percorremos estradas e caminhos que poderiam muito bem ser os nossos.
Uma excelente estreia de PGR, bem ao gosto da “Menina dos Policiais” Vera Brandão, (Com muito sangue e sexo) que recomendo sem qualquer reserva.
Uma história frenética, Inquietante e com um final misterioso, surpreendente e quase místico, que se devora num abrir e fechar de olhos.
Leiam se faz favor.
.
* Continuo à espera de poder dizer mal dos livros de Pedro Garcia Rosado, mas até agora ainda não consegui.
.
SINOPSE:
Uma noite, num dos mais belos restaurantes do Alentejo, um comerciante de negócios escuros chamado Eduardo Cortes revela publicamente um segredo embaraçoso, vingando-se da perseguição que lhe movem um inspector da Policia Judiciaria, Diogo Teixeira, e um jornalista especializado em casos de polícia, José Ricardo. Três anos depois, o mesmo Eduardo Cortes comete um homicídio mas, apesar do cuidado que põe na organização do crime para não se tornar suspeito, dá um pequeno passo em falso- um passo que só José Ricardo tem conhecimento, este, porém, não pode denunciá-lo sem se expor demasiado, pelo que se socorre do seu amigo Lisboa, Diogo Teixeira.

Está, pois , criado o ambiente para que os dois se ponham em campo para ajustarem contas antigas e resolverem um crime que podia ficar por resolver. Mas a caçada fará rolar muitas cabeças para além de Eduardo Cortes numa batalha em que dificilmente poderá haver vencedores.

08/07/2014

Anúncios

7 thoughts on “Crimes Solitários – Pedro Garcia Rosado

  1. Em primeiro lugar, parabéns! Porque eu não sei se conseguia fazer o que estás a fazer. Ler os livros ao contrário. Como sabes também tenho alguns livros do Pedro por ler, e custa-me muito pegar-lhes sem ler os outros todos para trás que faltam! Ainda que sejam histórias independentes gosto sempre de seguir o fio à meada. Tenho medo de me perder!
    Ainda bem que não consegues dizer mal de nenhum livro do Pedro, é sinal de que é mesmo bom! Adorava é que um autor assim tivesse mais e mais destaques e mais visibilidade e que fosse mais lido!

    1. Olá Rosana, de facto foi uma agradável surpresa a descoberta deste autor, e já que andas numa de experimentar thrillers, nada melhor do que experimentar PGR.
      Irei em breve iniciar a nova série do autor, editada pela Top-Seller. Fica a Sugestão.
      Boas leituras.

    1. Fiacha surpreenderam-me de facto os livros de PGR, são muito nossos, com histórias que poderiam perfeitamente encaixar num qualquer filme.
      tenho a certeza de que irás gostar. depois o difícil é parar!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s