O Pintassilgo – Donna Tartt

«Porque é que eu sou como sou? porque é que me importo com todas as coisas erradas e não me importo nada com as coisas certas?  (…) como é que eu consigo ver tão claramente que tudo o que amo ou que me interessa é ilusório e no entanto – para mim, pelo menos – tudo aquilo por que vale a pena viver reside nesse encanto? (p. 881)

«Afasta-te das pessoas que amas demasiado. São essas que te vão matar.» (p. 690)

* * *

o pintassilgoO Pintassilgo marca a minha estreia e a dos leitores Portugueses com o trabalho da Americana Donna Tartt cujo a estreia aconteceu no romance “A História Secreta” em 1992 e publicado em Portugal em 2015.
Este livro que à partida poderá assustar pelo seu descomunal tamanho (895 páginas), foi-me oferecido pelo meu aniversário em 2014 e foi uma leitura que fui adiando, adiando e que finalmente aconteceu este ano, quando já toda a gente o tinha lido!
Foi uma leitura sem pressas e que me ocupou praticamente um mês inteiro (Maio e Junho de 2016).
Inicialmente não “atinei” com o modo confuso como a autora lançou personagens e história que arranca anos depois da tragédia descrita na sinopse. Essa mesma tragédia é um pouco confusa e que a páginas tantas não se percebe bem se é uma memória de um Theo adulto ou se a história entrou finalmente no trilho pretendido.
Esta parte é deveras confusa e só se entende mais à frente quando após umas boa páginas lidas, regressamos à introdução para tentar perceber melhor (se no fundo percebemos tudo).
Estranho? sim… mas foi assim a minha experiência.

Após este inicial “percalço” entrei de corpo e alma na leitura de O Pintassilgo, que se veio a revelar uma leitura fenomenal e de uma intensidade que por vezes me fez abrandar e recuperar o fôlego.
Repleto de pensamentos e momentos absolutamente geniais esta obra não se resume apenas a meia dúzia de adjectivos.
Sobrevivência, Segredos, Ambição, Segredos, Hipocrisia, Transformação, Desonestidade, Segredos, Salvação. Tudo aquilo que descreve a minha experiência com este livro. (a palavra “Segredos” não está aqui ao acaso, nem repetida por engano). Todos nós temos segredos! e todos nós nos fazemos por vezes acompanhar e enredar por segredos que maiores ou menores nos levam muitas vezes a entrar por mares nunca dantes navegados e em túneis obscuros e perigosos do qual dificilmente conseguiremos encontrar saída.

Sofremos, vivemos e transformamo-nos com Theo à medida que vamos crescendo ele. De pequeno e vulnerável rapaz a adolescente irresponsável, Até que descobrirmos um adulto detestável que pensávamos conhecer.

Se por um lado, tentamos compreender os motivos que levam Theo Decker a seguir por determinado caminho, por outro, existe uma vontade incontrolável de o castigar pelas suas escolhas.

Escolhas, algo que define aquilo que queremos ser, daquilo que somos. Algo que define Theo e que define O Pintassilgo.
Repleto de personagens, lugares comuns e frases soberbas, este é um livro que me deu muito prazer ler. Não sei se o melhor… mas até agora uma das melhores leituras do ano.

Continuação de bons Livros para ler!

o pintassilgo

Imagem: Aguarela de: Francisco Charneca

LIVRO VENCEDOR DO PRÉMIO PULITZER 2014

SINOPSE:
Quando Theo Decker, nova-iorquino de treze anos, sobrevive milagrosamente a um acidente que mata sua mãe, o pai o abandona e a família de um amigo rico o adota. Desnorteado em seu novo e estranho apartamento na Park Avenue, perseguido por colegas de escola com os quais não consegue se comunicar e, acima de tudo, atormentado pela ausência da mãe, Theo se apega a uma lembrança poderosa de seu último momento ao lado dela: uma pequena, misteriosa e cativante pintura que acabará por arrastá-lo ao submundo da arte.

Já adulto, Theo circula com desenvoltura entre os salões nobres e o empoeirado labirinto da loja de antiguidades onde trabalha. Apaixonado e em transe, ele será lançado ao centro de uma perigosa conspiração.
O pintassilgo é uma hipnotizante história de perda, obsessão e sobrevivência, um triunfo da prosa contemporânea que explora com rara sensibilidade as cruéis maquinações do destino.

1ª edição Setembro 2014 | Presença

ESTA E OUTRAS OPINIÕES DE LEITURA TAMBÉM NO:

página 2

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s