Let’s Dance?

#Lamechices

Acho que estou a ficar lamechas…
😀
Estou?

Vídeo do Dia dos Amigos | Facebook

Circula pela rede social Facebook… O video do Dia do Amigo (que se comemora em Julho, curiosamente). Mas para comemorar a Amizade, qualquer dia serve.
O Bom da Vida são mesmo a Família e os Amigos, o resto é conversa fiada!
Aqui fica o (meu) tal video que assinala 12 anos de FB e que partilho convosco, não ilustra os meus amigos e aquilo que eles representam para mim, mas incluem seguramente alguns momentos recentes e de certa forma especiais.
Parabéns e obrigado a todos os que vão estando comigo. Parabéns também ao Facebook, por ter diminuído a distância, ressuscitado pessoas que julgava perdidas.
Para o bem e para o mal o FB, transformou sem dúvida as pessoas e a sua forma de estar e de viver a vida e as “Amizades”

A. Lusitanicus | Humor (ponto) PT

“Há nos confins da Ibéria um povo que nem se governa nem se deixa governar”

A.Lusitanicus

Não é propriamente uma novidade no que ao humor nacional diz respeito, mas é preciso para e prestar alguma atenção, quando as coisas são bem feitas e nos arrancam o riso, algo que nos dias de hoje é tão vital como o a água que se bebe.

Para quem nunca ouviu falar: A série portuguesa “A.Lusitanicus” foi selecionada para o festival de Roma, um dos mais importantes festivais de séries da internet, e competiu na categoria Comédia.
É uma web-série independente portuguesa com milhares de visualizações. A “A.Lusitanicus” (na definição, uma espécie de lesma, ibérica e venenosa) é a primeira série portuguesa de humor produzida para a internet e brevemente estreia a terceira temporada, sempre à volta dos primórdios da história do território que é hoje Portugal, no tempo em que os lusitanos lutavam contra os romanos.
Os autores, Duarte Neves e Elisa Generoso, dizem que a série chega com 2000 anos de atraso.

A.LUSITANICUS

O núcleo de personagens é (simplesmente) fenomenal!

A.LUSITANICUS

As filmagens começaram em 2013, cada episódio dura perto de 3 minutos e encena o dia a dia épico dos ilustres antepassados dos portugueses. A série nasceu de um projeto do realizador Ruben Alves (“A gaiola dourada”) – na altura, para televisão e que foi recusado -, e poderá em breve saltar para a televisão, de acordo com Duarte Neves (a série brasileira Porta dos Fundos, por exemplo, passou para a televisão, depois de grande sucesso na internet).
Nesta “aldeia” lusitana, que pode ser visitada em http://www.alusitanicus.com, pontificam o ator Rodrigo Soares e a modelo Sofia Baessa, entre outros nomes, às voltas com pequenas histórias (de três a quatro minutos) dos povos ibéricos pré-romanos, mas a viverem problemas da atualidade.
Partindo da frase atribuída a Júlio César “Há nos confins da Ibéria um povo que nem se governa nem se deixa governar”, a série conta as dificuldades de um herói conseguir cancelar os recibos verdes, mostra uma campanha eleitoral ou uma visita da inspeção (ASAE) a uma cozinha, entre outras histórias.

Bom demais (para não ver)

A Verdade da Mentira

Neste momento, poderias estar em qualquer lugar, a fazer qualquer coisa… em vez disso, estás sozinho diante de uma tela.
Portanto, o que nos impede de fazer o que queremos? ou estar onde queremos estar?
Provavelmente irás continuar igual, mas por alguns minutos, serás diferente, terás feito a diferença. Vale a pena pensar nisto:

The Making of a Cover: A DANCE OF CLOAKS

Não é propriamente uma novidade, mas achei alguma piada a este video sobre a criação da capa de um livro (neste caso deu para uma série deles) e aproveito para partilhar convosco.
Um artigo que encontrei no excelente: GalleyCat

A Rapariga Que Detestava Livros!

Para quem gosta de Livros!